5 temas que você vai encontrar no Cooptech Crédito 2023

Vem aí um congresso específico para tratar dos desafios das cooperativas de crédito na economia digital, com curadoria de conteúdo da Coonecta: o Cooptech Crédito 2023

Com foco em práticas e ações concretas para construir hoje o cooperativismo de crédito do futuro, o evento acontece nos dias 24 e 25 de maio, no Hotel Pergamon Frei Caneca, em São Paulo. Serão dois dias de muito conhecimento, debates, interações e oportunidades de networking com profissionais de diferentes setores do cooperativismo financeiro. 

No Cooptech Crédito vai ser possível entender – de perto – as ações para modernizar o cooperativismo financeiro, apresentadas pelos profissionais que estão com a mão na massa nesses desafios. 

O congresso apresentará uma abordagem 360°, passando por todas as áreas estratégicas das cooperativas. E vamos te dar um pequeno spoiler sobre o que está por vir. Entre os temas de destaque da programação estão:

  • Open Finance
  • ESG
  • Tecnologia
  • Gestão de pessoas
  • Intercooperação

Esses temas também estão entre as tendências para o cooperativismo de crédito, que abordamos recentemente neste post

Contexto e conteúdos

O crescimento das cooperativas de crédito, mesmo com o cenário imposto pela pandemia e variáveis econômicas, é notável e inspirador. Entre 2019 e 2021, o número de cooperados ligados ao ramo cresceu de 10,8 milhões para quase 14 milhões de associados, segundo dados do AnuárioCoop 2022

Mas quais estratégias estão relacionadas a esse crescimento? E quais os desafios para se manter competitivo frente aos bancos tradicionais? Como mencionamos, as ações que estão em prática hoje para construir o cooperativismo do futuro são o pano de fundo do Cooptech Crédito. 

Toda a programação está pautada em pesquisas da Coonecta com diversos executivos do setor para compreender a jornada das instituições no enfrentamento dos desafios atuais, tendências, cases práticos de soluções e conceitos aplicados no dia a dia. 

1. Open Finance

O Open Finance, iniciativa do Banco Central do Brasil, estimula a competitividade dos sistemas financeiros e promove a inovação na oferta de produtos e serviços para o consumidor. Isso por conta do compartilhamento de informações bancárias entre sistemas de bancos tradicionais e outras instituições não bancárias, por exemplo.

O tema será tratado em um dos painéis de debate da programação, a fim de descobrir em que estágio estão, e como as cooperativas estão se adaptando para fazer dessa nova tecnologia uma oportunidade de se aproximar e oferecer soluções personalizadas para seus associados.

2. ESG

A estratégia de ESG (em português, Ambiental, Social e Governança) exige o envolvimento de todos os níveis organizacionais de uma instituição. Muito antes do termo estar em evidência, o cooperativismo já atuava dentro das práticas de ESG, desde seus princípios. 

Mas como traçar as estratégias e se preparar para fazer dessa experiência uma oportunidade de liderar iniciativas, ser referência e transformar a maneira de fazer negócios? Convidamos a Elisa Simões, Sócia e Especialista no segmento de Cooperativas de Crédito na PwC Brasil, para aprofundar a agenda ESG e mostrar como incorporar boas práticas no dia a dia das cooperativas financeiras.

3. Tecnologia

As mudanças tecnológicas já atingiram diversos segmentos do mercado. Com o cooperativismo de crédito não é diferente e já vemos esse movimento de transformação digital, com o uso de tecnologias como blockchain, automação de processos e inteligência artificial. 

Selecionamos casos práticos que demonstram como utilizar a tecnologia a favor do cooperado, com apresentações sobre: 

4. Gestão de Pessoas

Só é possível atingir a transformação digital e a inovação com um time alinhado e comprometido com as mudanças. Eis que surge o desafio: como engajar os colaboradores na transformação cultural e digital das cooperativas? 

Reunimos exemplos práticos e estratégias para disseminar a cultura organizacional com mindset de inovação no Sicoob Credicitrus e na Sicredi Pioneira.

5. Intercooperação

A intercooperação é o sétimo princípio cooperativista e está relacionada a parcerias, alianças e negócios em conjunto, com o objetivo de fortalecer as instituições e beneficiar os associados e a sociedade. Mas, na prática, pode não ser tão fácil estabelecer esse vínculo de parceria.

Após pesquisa com profissionais do ramo crédito, a Coonecta identificou a dificuldade do segmento em unir forças e ganhar competitividade. E diversas foram as motivações apontadas: concorrência, diferentes modelos organizacionais, compartilhamento de informações e recursos, entre outras. 

Com base nesses desafios, teremos painéis de debate sobre a intercooperação na prática. Representantes de cooperativas independentes, ou seja, que não estão associadas a nenhum sistema, se reúnem para discutir sobre as peculiaridades, diferenças e dificuldades de intercooperação com os sistemas cooperativos financeiros. 

Por outro lado, também trazemos reflexões sobre como compartilhar infraestrutura e tecnologias entre cooperativas singulares associadas ao mesmo sistema, e a parceria com singulares, centrais ou confederações de sistemas distintos. 

Outros temas importantes

Durante as apresentações também propomos reflexões sobre as seguintes questões:

  • Cybersegurança: quais são as novas tecnologias e soluções que garantem a privacidade e a integridade dos negócios de seus cooperados?
  • Quais são as dinâmicas do ecossistema de inovação cooperativista, quem são seus atores e suas contribuições para o empreendedorismo cooperativo?
  • Como a transformação dos serviços financeiros afeta o futuro do cooperativismo de crédito no Brasil?

Confira alguns dos palestrantes confirmados para a programação: 

  • Adelino Sassi, Diretor de Negócios na Central Ailos;
  • Anneliese Seibt Altreider, Coordenadora de Experiência do Associado na Sicredi Pioneira;
  • Eduardo Hanauer, Gerente de Canais Digitais na Unicred União;
  • Elisa Simão, Sócia e Especialista no segmento de Cooperativas de Crédito na PwC Brasil;
  • Gilberto Pacheco, Diretor de Produtos na Cresol Confederação;
  • Hélio Cordeiro Mariano, Diretor de TI e Serviços na Central Ailos;
  • Isabelli Gonçalves Luzia, Coordenadora de Soluções e Experiência no Inter;
  • Ivo Lara, Diretor Presidente na FNCC – Federação Nacional das Cooperativas de Crédito;
  • Julia Warcman, Consultora Supervisora de Segurança Cibernética e Privacidade na KPMG;
  • Leonardo Menezes, Superintendente de Plataforma e Parcerias na Sicredi Confederação;
  • Solon Stapassola Stahl, Diretor Executivo na Sicredi Pioneira;
  • Walmir Segatto, CEO no Sicoob Credicitrus.

Por que participar do Cooptech Crédito?

Com mais de 16 horas de conteúdo, cerca de 20 palestrantes do setor cooperativo financeiro e foco em casos práticos, a ocasião é a oportunidade ideal para fazer networking, atualizar-se e conhecer estratégias e projetos em andamento que unem tecnologia e valores humanos do cooperativismo.

Nossa ideia é proporcionar um ambiente de troca de experiências, intercooperação e debates abertos, inclusive com os palestrantes. Por conta disso, optamos por um encontro em formato intimista, com ingressos limitados, para criar dinâmicas onde todos participem.

Acesse agora mesmo o site do Cooptech Crédito e saiba tudo sobre o evento. Te esperamos lá!  

spot_img
spot_img

Relacionados

15° Congresso Brasileiro do Cooperativismo: futuristas apontam tendências para o setor

O 15° Congresso Brasileiro do Cooperativismo, organizado pelo Sistema...

6 iniciativas de inteligência artificial no cooperativismo

A inteligência artificial (IA) está marcando presença em diversos...

Horizontes de inovação da McKinsey: o que são e como usá-los

Quem nunca deixou um projeto “para depois” porque não...
Thaís Gallonetti
Thaís Gallonetti
Jornalista com atuação na produção de eventos corporativos e sociais. É apaixonada por café, séries e viagens. Atualmente é analista de conteúdo para eventos na Coonecta.