Unimed VTRP lança hub e seleciona startups de saúde para aceleração

A Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP) avançou na sua jornada de inovação e apresentou o Vibee. Trata-se de um hub de inovação para identificar novas oportunidades na área da saúde. O objetivo é a conexão de startups, mentores de negócio e profissionais da saúde por meio de um processo de aceleração de startups de saúde (as healthtechs).

“A inovação nos fez inverter o tradicional ‘ver para crer’. Aqui na cooperativa, consideramos ‘crer para ver’. É com este espírito que giramos a roda da inovação. Sabemos que este é um grande passo, e que trabalhamos para criar o futuro hoje”, afirma o presidente da Unimed VTRP, médico Aldo Pricladnitzki.

Logo em seu lançamento, em julho, o Vibee abriu oficialmente as inscrições para seus dois primeiros programas de aceleração de startups, o Vibee Start e o Vibee Go. Empreendedores de todo o Brasil podem participar da seleção. As inscrições estão abertas até 16/08.

A superintendente executiva da Unimed VTRP, Rosilene Knebel, lembra que a jornada falando de inovação iniciou em 2015.

“Começamos a falar do tema no dia a dia, e isso mostrou um potencial muito transformador. Nos últimos dois anos, avançamos nosso diálogo com o mercado, por meio do InnovatiOn Unimed, programa de conexão de startups que trouxe importantes mudanças no dia a dia da instituição. Em duas edições, projetos de cerca de 350 startups foram analisados”, pontua.

”Realizamos projetos-piloto com 16 e vimos que era possível ir além. Por isso o Vibee foi criado. Ele surge para consolidar a Unimed VTRP como referência na busca por soluções inovadoras na área da saúde”, salienta.

Conexões com a região

Na prática o Vibee é um ambiente que conecta empreendedores fundadores de startups com profissionais e empresas da saúde, universidades da região, mentores e potenciais investidores. O espaço físico do Vibee fica localizado na sobreloja da Sede da Unimed VTRP, em Lajeado (RS).

A gestão do espaço e dos projetos será realizada por Rafael Zanatta. Recentemente, ele trocou a Secretária de Planejamento da Prefeitura Municipal de Lajeado pelo setor cooperativista para assumir este desafio.

“Somos um hub de inovação porque queremos atuar no ecossistema da região conectando pessoas, startups e organizações para que o tema da inovação em saúde possa ser desenvolvido. Para dar força a esse movimento estruturamos dois programas de aceleração de startups. Ambos têm foco no setor da saúde e possibilitam que as startups possam ter um ambiente saudável para o desenvolvimento das suas ideias e projetos”, explica Zanatta.

O nome do espaço nasceu da união de duas palavras: vibe (vibração, em Inglês) e bee (abelha, em Inglês). A abelha é um dos símbolos do cooperativismo, e representa também, na natureza, um importante agente de fertilização, pois poliniza flores nos locais onde passa.

“No Vibee, as ideias e novos negócios são polinizados, com a energia que a inovação necessita para fazer acontecer”, complementa Zanatta.

Como funcionam os programas de conexão de startups

Vibee Start: busca startups que estejam no processo de ideação, com uma ideia do que seria o MVP (Produto Mínimo Viável, em português) e com a equipe ainda em formação. Nessa fase ainda existe a necessidade de avaliar o problema que está sendo resolvido, avaliar se a solução é adequada e se existe um tamanho de mercado que justifique a criação de uma startup com base nisso.

É a fase na qual a startup ainda está no campo das ideias, os fundadores têm outros empregos e estão testando tudo. Nesses casos, o Vibee Start auxilia no processo de desenvolvimento.

Vibee Go: busca startups que estejam no processo de validação já buscando a operação. Nesse caso as startups já possuem um MVP, alguns integrantes da equipe trabalham em tempo integral e já existem clientes utilizando o produto/serviço.

Mesmo nestas situações, existe possibilidade de reiniciar o processo de criação da solução ou criar novas alternativas com base no que for visto na aceleração e conversado com os mentores.

Ambos os programas têm duração de 6 meses e as inscrições são aceitas exclusivamente pelo site, até 16/08, às 23h59.