Inovação no Agro: Castrolanda recebe startups na Agroleite 2019

A tradicional feira Agroleite, promovida pela cooperativa paranaense Castrolanda, trouxe este ano uma novidade voltada à inovação no agro: a realização da Semana de Inovação, com a participação de startups.

A iniciativa, coordenada pela gerência de Estratégia e Inovação da Castrolanda em parceria com o Sebrae, foi o grande destaque da feira e focou em como as startups podem otimizar e atualizar processos dentro do agronegócio. 

A ideia envolveu cooperados, colaboradores da Castrolanda, empreendedores e investidores. Foram quatro dias de imersão no mundo das startups, com palestras, workshops, hackathon e uma “Batalha de Inovação”, vencida pela startup Pack ID. Em segundo lugar ficou a Central de Materiais, seguida da Bley Energias.

De acordo com Jonathan Mendes, Coordenador de Estratégia e Inovação da Castrolanda, o intuito da Semana de Inovação foi trabalhar a cultura de inovação no agro. “Hoje, vivemos em um ambiente bastante conservador, no qual a inovação ainda é muito vinculada a novos equipamentos, maquinários, agricultura de precisão, entre outras coisas. Precisamos ir além”, destaca.

Ainda segundo ele, o setor agropecuário é soberano e tem o seu papel fundamental no país, mas sugere que é preciso olhar para o futuro. Isso significa, de acordo com ele, observar os movimentos de inovação no agro tanto no Brasil quanto no exterior, e também em outros ramos.

“Há um grande potencial e necessidade de inovação no agro. A oportunidade de adaptar tecnologias e soluções de outros mercados para nossa realidade é enorme. Vivemos em um sistema complexo, em um mundo VUCA”, afirma Mendes.

Para entender esses movimentos e quais são as frentes de trabalho que podem potencializar a inovação no agro, Jonathan Mendes afirma que um está sendo estabelecido um programa de inovação que irá direcionar os próximos passos da Castrolanda, tanto dentro da cooperativa quanto fora, ou seja, como ela irá se relacionar com ecossistemas inovadores, com startups etc. 

Segundo ele, “isso implica em investimentos em projetos inovadores aplicados em nossos projetos e processos que tenham interface com nossos cooperados, bem como a possível criação de um venture ‘coop-capital’, que poderia ser capitaneado pela cooperativa ou por um grupo de cooperados dispostos a acelerar ideias em prol do agro”.

Desde janeiro deste ano existe uma gerência de Estratégia e Inovação dentro da Castrolanda. O papel da área é provocar projetos e se relacionar com o ecossistema de inovação no agro e em outro setores, trazendo valor para processos, cooperados e produtos. 

Inovação no Agro: Os números da Agroleite 2019

Sob o tema “Um novo olhar”, a feira movimentou a Cidade de Castro (PR), conhecida como a Capital Nacional do Leite, e recebeu 75 mil visitantes entre os dias 14 e 17 de agosto. Ao todo, 259 expositores marcaram presença no evento, um aumento de 20% em relação a edição de 2018. 

Quem não pôde acompanhar as novidades e as inovações no agro na edição deste ano, já pode se programar para a Agroleite do ano que vem. O evento já tem data confirmada e acontecerá entre os dias 11 a 15 de agosto de 2020, também em Castro.

Segundo a Castrolanda, além de abordar a inovação no agro com a participação de startups, o evento superou as expectativas e muitos negócios foram gerados. De acordo com os organizadores, a feira gerou negócios na casa de R$ 78 milhões.

Para a próxima edição, a organização espera levar novamente aqueles que efetivaram negócios a partir da Semana da Inovação.

O CEO da Castrolanda, Thomas Domhoff, colocou a Semana da Inovação como algo a ser mantido e desenvolvido para os próximos anos do Agroleite.

“A Castrolanda é uma empresa tradicional no agronegócio, e a presença das startups ajuda a abrir nossa mente. É um grande passo e nos ajuda a avançar”, finaliza. 

[activecampaign form=53]