Inovação em cooperativas: como o case method pode ser um aliado

Imagine a seguinte situação que envolve inovação em cooperativas. Sua cooperativa entendeu que precisa inovar para ter mais impacto na vida dos cooperados e em sua região de atuação.

Um dos pilares desse projeto de inovação tem o objetivo de preparar os colaboradores para o “mindset digital” e a “inovação disruptiva”, deixando para trás métodos/processos tradicionais – aqueles que estão tão arraigados que nem nos questionamos se ainda fazem sentido.

E aí, como mudar algo intangível como a cultura dos colaboradores? Como prepará-los para um cenário complexo como o atual?

Inovação em cooperativas: Cenário complexo, aprendizado complexo

Para casos como este, o case method, um método para aprendizados complexos a partir do estudo de casos práticos, pode ser um importante aliado da inovação em cooperativas.

Talvez você nem saiba, mas já deve ter utilizado o método, que consiste simplificadamente em estudar um caso prático a partir de um debate aberto.

Sem fórmulas prontas. Sem respostas certas. Sem a figura de um professor sabe-tudo. Sem a romantização dos casos de sucesso de capa de revista.

A ideia é aprender com a vida real e todas suas complexidades e nuances.

Este método é muito utilizado em cursos de MBA e foi popularizado pela Universidade de Harvard com os famosos Harvard Business Cases.

Mas é também replicado, com adaptações, em universidades corporativas, plataformas online e eventos presenciais.

Inovação cooperativa com exemplos reais

O objetivo do case method não é encontrar respostas certas ou erradas, e sim analisar um situação real complexa e aprender com ela.

O aprendizado vem por meio da análise e debate em grupo. O papel do professor é mais de mediar, incentivar o debate, do que dar as respostas exatas – até mesmo porque elas não existem.

Em um mundo onde tudo muda muito rápido, isso faz sentido, certo? E as novas tecnologias estão abrindo novas possibilidades nesse campo.

A própria Universidade de Harvard, que popularizou o método, está aproveitando as plataformas digitais para melhorá-lo.

A ideia é simples: se o objetivo do case method é a interação e construção coletiva, faz todo o sentido os participantes chegarem aquecidos para a interação.

Desta forma, o estudo de caso é iniciado nessas plataformas, com levantamento das primeiras questões e preparação para o debate em grupo. Assim, todos chegam “aquecidos” à sala de aula, de forma que a interação fica muito mais rica e interessante.

No Coonecta nós acreditamos muito no potencial de aprendizado com cases e estudamos a fundo todas suas possibilidades. Muita coisa boa que virá por aí está baseada no estudo de casos práticos.

Neste momento estamos estudando a fundo a versão revisada do livro The Case Study Handbook. Ele é uma referência sobre case method e teve uma versão revisada e ampliada lançada em agosto de 2018.

Nos aguardem que traremos novidades adaptadas especificamente para o cooperativismo! 🙂

Conheça o workshop com gamificação promovido e elaborado pelo Coonecta: Estratégias de Inovação para Cooperativas!