Conheça as iniciativas do Sistema OCB para ajudar as cooperativas

Devido ao surto da Covid-19 que assola todo o planeta, um cenário de crise se instaurou em praticamente todas as frentes econômicas, incluindo o cooperativismo. Por isso, cooperativas e organizações de diversas naturezas têm procurado meios de reinventar negócios para saírem fortalecidas desse período.

O cooperativismo nasceu em meio à Revolução Industrial, no século XVIII. Logo, é um segmento especialista em sobreviver a crises, especialmente no Brasil. A OCB (Organização das Cooperativas do Brasil) tomou algumas iniciativas para ajudar ainda mais as cooperativas a atravessarem essa fase conturbada.

O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, falou sobre a importância do apoio às cooperativas no atual momento. Durante apresentação às unidades estaduais, ele contou que o Sistema OCB tem se dedicado aos temas inovação e intercooperação.

“Criamos, em 2019, um Núcleo especial para desenvolver ações nessas áreas. A crise está acelerando os nossos objetivos de contribuirmos para o crescimento das cooperativas brasileiras”, disse.

Para ele, o cooperativismo tem um papel muito importante na atual crise. “Está em nosso DNA atuar de forma responsável, olhando para nossas comunidades. Temos orgulho de pertencer a um movimento que, com toda certeza, faz a diferença”.

Nobile fez questão de enaltecer o empenho e dedicação dos colaboradores do Sistema OCB. “Temos reuniões diárias com representantes do Governo, como o presidente do Banco Central, a ministra da Agricultura e os ministros da Infraestrutura e Saúde. Temos atuado de forma contundente junto ao Congresso, aos ministérios, às agências reguladoras. Tudo isso para garantir que os pleitos das nossas cooperativas sejam ouvidos e decisões sejam tomadas para garantirmos segurança para enfrentamento deste cenário”, salienta.

Além de ter lançado os programas Coopera Brasil e a Capacitacoop, o Sistema OCB publicou orientações para AGOs (Assembleias Gerais Ordinárias) virtuais, tem promovido lives e produzido manuais sobre temas importantes para ajudar as cooperativas a superarem a pandemia.

Coopera Brasil

O Coopera Brasil é um projeto voltado à integração e à divulgação de produtos e serviços por parte das cooperativas do Brasil. A intenção do Coopera Brasil é fomentar o comércio e estimular a intercooperação.

Para isso, a plataforma online pretende garantir visibilidade e apoio à comercialização dos produtos e serviços oferecidos pelas cooperativas. Isso é o que explica a gerente Técnica e Econômica da OCB, Clara Maffia. De acordo com ela, o Coopera Brasil tem como meta “viabilizar um canal nacional onde as cooperativas possam se conectar e oferecer produtos e serviços”.

A previsão é que a plataforma Coopera Brasil comece a funcionar na semana até o dia 1º de maio. As cooperativas que tiverem interesse de divulgar seus produtos e serviços na plataforma precisam preencher um formulário.

Iniciativa do Sistema OCB nacional, o desenvolvimento tecnológico da plataforma Coopera Brasil é de autoria da Coopersystem. A gerente geral da OCB, Tânia Zanella, explica que o projeto da plataforma já vinha sendo conduzido há algum tempo, mas que ganhou celeridade devido ao momento. “Entendemos a importância deste apoio às nossas cooperativas, que atuam em todos os Estados brasileiros”, pontua.

Capacitacoop

O Capacitacoop tem sido chamado de EAD do cooperativismo. A plataforma de ensino a distância foi lançada no último dia 20 de abril pelo Sistema OCB. Voltada à aprendizagem, a plataforma foi construída a partir de experiências adquiridas por unidades estaduais da OCB. Dessa maneira, a ferramenta reúne cursos e vídeos para aprendizagem em temas diversos.

Atualmente, o Capacitacoop já disponibiliza acesso a seis cursos:

  • Assembleia Geral na Prática
  • Entendendo a Sociedade Cooperativa
  • Governança Cooperativa (Princípios e Boas Práticas)
  • Gestão de Recursos Humanos para Cooperativas
  • Contabilidade de Cooperativas
  • Modelo de Excelência em Gestão

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, acredita que a contribuição do Capacitacoop é fundamental para que as cooperativas vençam a crise. “O momento nos fez acelerar alguns processos importantes, como o do EAD”, revela. De acordo com ele, o lançamento da plataforma estava previsto para o segundo semestre de 2020. “Com a crise advinda da pandemia, tomamos a decisão de acelerar esse processo e disponibilizar o serviço o mais rapidamente possível”, explica.

Orientações para AGOs virtuais

Devido à pandemia da Covid-19, o Governo Federal editou a Medida Provisória 931/2020. Com isso, foram promovidas algumas mudanças na realização das AGOs. São elas:

  • As AGOs poderão ocorrer até o dia 31 de julho de 2020
  • Os mandatos dos dirigentes também serão prorrogados até a realização de uma nova assembleia
  • Estão permitidas assembleias e votações virtuais
  • Prazo para arquivamento dos atos só terá início quando o funcionamento das juntas comerciais for normalizado

Entretanto, nem todas as cooperativas podem estar prontas para realizar suas AGOs de maneira virtual. Além disso, há regras que devem ser respeitadas. Isso significa que não basta promover uma reunião virtual. É preciso garantir que todos possam se manifestar e que todos os os votos sejam computados.

Sendo assim, o Sistema OCB produziu um seminário online para orientar, passo a passo, as cooperativas a realizarem as Assembleias a distância. O vídeo conta com a participação de Mario de Conto, da Escoop, Frederico Bittencourt, da Coopersystem, e Ana Paula Rodrigues, assessora jurídica da OCB. Confira:

Também não deixe de conferir o material que o Coonecta sobre o que muda nas AGOs em decorrência da pandemia.

Inovação na crise: Guias práticos

Também para ajudar as cooperativas brasileiras a passar por essa crise, minimizando os efeitos negativos dela, o Sistema OCB acaba de lançar o primeiro de 10 e-books da série Inovação na Crise. O primeiro volume, com o título Marketing Digital em Momentos de Crise, já pode ser baixado gratuitamente.

“As empresas e cooperativas, no aspecto econômico, estão sentindo diretamente os efeitos negativos dessa pandemia. Muitos clientes reduziram ou pararam de comprar, preocupados com o contágio do coronavírus. E, devido à quarentena, elas estão mais em casa. Por isso, fazer os produtos e serviços chegarem até esses clientes é uma estratégia essencial neste momento”, explica Márcio Freitas, presidente do Sistema OCB.

Os e-books, produzidos pelo Sistema OCB com apoio da Coonecta, também tratarão de questões como a realização de assembleias gerais virtuais, como ministrar aulas e cursos pela internet, e-commerce, entre outros assuntos.

Conclusão

Embora o momento seja de preocupação, algumas mudanças decorrentes da crise têm potencial de mudar profundamente o cooperativismo. De certa maneira, a necessidade de afastamento social levou não apenas as cooperativas, mas todos os tipos de empresas, a acelerarem seus processos de digitalização.

Um dos exemplos nesse sentido vem do Sicoob. A cooperativa de crédito atualizou o Sicoob Moob, seu app, para viabilizar a realização de assembleias virtuais.

Agora, há um melhor entendimento sobre a dinâmica das reuniões a distância. Isso inclui uma nova percepção sobre a realização de AGOs virtuais, o que traz impactos relevantes para o cooperativismo como um todo.

Em todos esses aspectos, a contribuição do Sistema OCB é inestimável para que cooperativas de todo o País possam atravessar este momento de elevada complexidade. Por meio das iniciativas – e da força política do Sistema OCB – todo o cooperativismo sairá renovado desta fase.

Publicação atualizada em 5 de maio de 2020, às 11h35.