Conheça 7 cooperativas agropecuárias que lideram a inovação no campo

A ideia de que a inovação no campo caminha lentamente já está ultrapassada. Afinal, a produção agrícola absorve novas tecnologias com muita frequência em busca de novas técnicas e sistemas inovadores. Tudo isso para aumentar a produtividade e otimizar a rotina dos agricultores. 

Nesse contexto, o cooperativismo agropecuário é um grande condutor da inovação no campo. As iniciativas das cooperativas têm reflexos diretos no mercado, uma vez que levam em conta não somente a tecnologia, mas também valores sociais e ambientais.

Separamos, então, sete histórias inspiradoras de cooperativas agropecuárias que são mais produtivas e eficientes graças à inovação no campo. Aproveite a leitura!

Inovação no campo: sete exemplos do cooperativismo agropecuário 

Para que você possa entender na prática o que tem destacado tanto a inovação no campo, trouxemos alguns exemplos que reforçam a capacidade inovadora do cooperativismo agro. Vale se inspirar, salvar para ler sempre que quiser e tirar suas próprias conclusões sobre o futuro desses projetos – confira!

1. Vinícola Aurora: inovação aberta reduz aplicação de defensivos

É difícil falar de agronegócio sem citar uma das maiores preocupações envolvendo esse tema: o uso de pesticidas e fungicidas. Os defensivos são importantes para evitar pragas e manter a produtividade da lavoura, mas, em excesso, também podem causar impactos ambientais e a para a saúde.

Pensando nisso, a Vinícola Aurora optou por seguir um caminho inovador e decidiu contar com a tecnologia para reduzir a aplicação dos defensivos agrícolas sem prejuízo à saúde das videiras. A solução se deu por meio da inovação aberta e a parceria com uma startup

Dessa forma, foi desenvolvido o CROPS: uma tecnologia baseada em monitoramento de dados e detalhes das safras de uva da Aurora para indicar possíveis contaminações por fungos. Com ele, é possível identificar até mesmo os menores sinais de que a produção está comprometida e tomar as medidas adequadas o quanto antes.

Elementos como a temperatura, o molhamento foliar, os pontos de orvalho, as horas de frio, a umidade do ar e a pluviometria, por exemplo, são alguns dos conceitos avaliados. Ao todo, a tecnologia já cobre 400 hectares da lavoura da cooperativa e a inovação no campo deve ter seu uso expandido nos próximos anos.

2. Lar inspeciona elevadores via drone e revoluciona a segurança no campo

Programas de inovação também têm espaço no campo. Foi a partir de seu Programa de Ideias que a Cooperativa Lar desenvolveu mais uma marcante inovação no campo. 

Se você já viu um silo pessoalmente, já deve ter se perguntado como é feita a manutenção dessas construções gigantes. De fato, não é uma tarefa nem um pouco fácil: além de ser necessária a cada 15 dias, essa revisão é feita a 30 metros de altura.

Focada em trazer mais segurança aos seus colaboradores e entregar resultados mais precisos, a Lar implantou um sistema que faz essa checagem a partir de drones de alta tecnologia

Tudo foi feito a partir de um passo a passo cuidadoso para garantir resultados realmente eficientes, facilitando o acesso aos silos e, consequentemente, aumentando sua durabilidade. Além de ter atingido o principal objetivo, a iniciativa também premiou o colaborador que teve a ideia para a inovação no campo e incentivou a equipe a buscar mais soluções criativas.

3. Fecoagro/SC aumenta produtividade em sua plantação de milho por meio da tecnologia

Ainda na introdução deste artigo, falamos sobre a importância da produtividade para cooperativas agropecuárias. O case da Fecoagro/SC, a Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina, segue nessa seara, mostrando que não é preciso aumentar seu espaço para intensificar suas safras.

Há muitas razões para que uma lavoura não esteja tendo tantos resultados quanto poderia. Entre elas está a qualidade do solo que, no caso das cooperativas associadas à Fecoagro/SC, gerou apenas uma colheita abaixo do esperado. Considerando a demanda de milho de Santa Catarina, ficou claro que era preciso investir na inovação no campo.

O Programa Terra Boa foi desenvolvido para melhorar o solo dos agricultores por meio de sementes mais preparadas para os locais onde seriam plantadas. Foi preciso um grande esforço para que fosse possível alcançar essa meta, mas tudo valeu a pena.

Afinal, a média da safra de 2020 foi de 7.835 kg/ha – antes disso, a produção não superava 4.112 kg por hectare! Quando não há complicações durante a plantação, é possível colher até 15 mil kg/ha. Eis, portanto, um excelente exemplo de como o investimento para a inovação no campo vale a pena!

4. Agrária mostra que a inovação no campo é um ciclo

Uma das partes mais interessantes do uso de inteligência cooperativa é o fato de que cada ação promove uma nova possibilidade, gerando um ciclo de demandas positivas que melhoram o ambiente de trabalho como um todo.

No caso da Agrária, tudo começou com a robotização do sistema de ordenha de bovinos, que automatizou uma parte exaustiva e complexa do trabalho da cooperativa. No entanto, além de cumprir o seu papel, o projeto também evidenciou um déficit no aproveitamento da ração dos animais.

Foi feita uma parceria com a Nutron (Cargill) e, uma vez que os principais objetivos dos produtores foram traçados, iniciou-se uma trajetória de quatro meses para o desenvolvimento de uma nova ração.

O resultado surpreendeu até mesmo as partes envolvidas na iniciativa, dado que o alimento tinha um índice de 97% de durabilidade e um máximo de 3% de finos (os farelos que se soltam dos grãos). Hoje são produzidos mais de 60 quilos da ração, quantidade suficiente para alimentar cerca de 1.000 animais.

5. Cooperja revoluciona a maneira como comunica suas pesquisas aos associados

Transmitir informações e dados, principalmente quando são muito técnicos, nem sempre é fácil. A Cooperja, cooperativa voltada ao cultivo de arroz e maracujá, sabe bem disso. A companhia percebeu que a sua abordagem segmentada em apresentações para pequenos grupos não estava sendo efetiva.

Foi desse ponto que surgiu a ideia de criar um evento de maior porte, alinhado à abertura da colheita estadual e com um palco maior para a divulgação de tecnologias e de projetos dos associados.

Para que esse projeto pudesse sair do papel, foi feito um enorme esforço de captação de recursos por meio de vendas de vitrines tecnológicas, patrocínios e apoios. No fim, tudo valeu a pena, já que o evento aconteceu e trouxe fóruns, debates e palestras relevantes sobre exportação, técnicas de cultivo e produtividade.

6. Coopercitrus levou tecnologia para o campo através de aplicativo

É comum que as pessoas enxerguem uma enorme distância entre os centros urbanos e rurais. Contudo, para cooperativas inovadoras como a Coopercitrus, isso não é mais uma razão para que ambos os lados não se conectem.

Ao diagnosticar uma dificuldade por meio de produtores para a solicitação de serviços tecnológicos, a cooperativa decidiu criar e disponibilizar gratuitamente um aplicativo com menus inteligentes e uma interface amigável ao público-alvo.

Um dos maiores desafios foi a dificuldade dos programadores em entender o estilo de vida do campo. Por isso, tudo foi feito de forma a unir esses dois universos de um jeito harmonioso e condizente com os públicos envolvidos.

E apesar de ter sido lançado há pouco tempo, o app já:

  • Reduziu os erros na contratação de serviços;
  • Otimizou esse fluxo;
  • Aumentou a gama de opções oferecidas aos cooperados e;
  • Melhorou a experiência de todos no ambiente digital.

7. Fundação ABC reforça o conceito de “smart farming” no Brasil

Não há nada como o conhecimento de quem foi criado no campo. Porém isso não significa que a tecnologia não possa ser uma grande aliada na tomada de decisões e na avaliação de safras ao longo de todo o ano.

A Fundação ABC é um instituto de pesquisa agropecuária privado mantido pela intercooperação de mais de 5 mil cooperados das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal. Através de técnicas modernas, ela desvenda os segredos dos solos e facilita a vida de quem planta. Por isso, quando surgiu a necessidade de entender mais sobre determinados espaços, a companhia criou o “ABC Smart Farming”.

Trata-se de uma área de 29,15 hectares, situada no Paraná, que foi projetada com o intuito de estudo e análise. Através de imagens de satélites, testes de condutividade elétrica, coletas no solo, mapas de fertilidade, câmeras multiespectrais e muitos outros recursos, é possível descobrir técnicas para melhorar a produção nesta região.

O objetivo da iniciativa é gerar relatórios acerca de aspectos técnicos, econômicos e ambientais do local para os produtores que hoje ajudam a manter a instituição.

O que podemos esperar da inovação no campo?

Tudo! 

Soa meio óbvio dizer que a digitalização chegou para ficar, mas a verdade é que ela está cada vez mais associada aos ambientes rurais. O agronegócio evoluiu e existem soluções muito promissoras vindo por aí.

Com a inovação no campo, todos ganham: os produtores aumentam as safras e os consumidores têm ainda mais qualidade no que consomem.

Os debates sobre a inovação no campo estão ocorrendo a todo vapor. Se você chegou até aqui, provavelmente se interessa por esse tema. Por isso, lhe convidamos a assistir os registros da Mesa Redonda Transformação Digital e Novos Canais para a Coop Agro, promovida pelo InovaCoop. Basta dar o play e começar a se surpreender com o que os experts convidados trouxeram.

Quer conhecer mais exemplos inspiradores de inovação no campo. Então confira nosso e-book com 15 estudos de caso de inovação no cooperativismo agropecuário! Nele, você verá como grandes cooperativas inovam em produção agropecuária, relacionamento com o cooperado, comercialização, intercooperação e programas de inovação.

spot_img
spot_img

Relacionados

Para ampliar conexões, RadarCoop lança comunidade online; acesse

O RadarCoop é o primeiro mapeamento do ecossistema brasileiro...

Cooperativas de reciclagem apostam na inovação para crescer

Práticas sustentáveis não são mais diferenciais: agora, a preocupação...

Cooperativas de música: arte que nasce da colaboração

A música está presente em todos os lugares: propagandas,...
Carolina Mulero
Carolina Mulero
Redatora e autora, formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Cinema e Audiovisual. Acredita que qualquer conteúdo pode se transformar em uma história envolvente.